Ser pai!

E o que isso significa? Para muitos, o simplório evento decorrente da junção de seu espermatozoide a um óvulo qualquer. Para outros o nome posto em uma ocasional certidão de nascimento. Alguns tendem a crença na provisão divina, outros na sina, eventualmente na coroação do amor. Há aqueles que entendem que ser pai é ser presente, mesmo que a presença seja por vezes impossibilitada. Alguns diriam que ser pai é o mesmo que ser mãe, desde que resguardadas as devidas proporções, diriam vários. Ser pai talvez seja algo impossível de definição por aquele que o é, a não ser que este se ponha como filho, e assim sendo, a definição passa pela percepção que se tem do pai que é seu, seja ele no exemplo ou em algo no espectro que separa isso da total aversão. Ser pai neste caso requer ouvir daqueles que são filhos e filhas o que abunda e o que lhes falta na perfeita ou idealizada relação. E assim sendo, talvez nunca cheguemos a ser, mas viveremos em um constante estar, pai.

10 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Foda-se a inocência, a incoerência o medo de ser e fazer por ter. Foda-se o silêncio, a ausência, a indiferença que vem de você. Foda-se suas limitações, seu senso razo, seu disfarce adaptado. Foda-se

Sou um amigo de poucos amigos. Digo daqueles especiais de fato. Pelo menos é o que permite a minha visão deficiente de longínquos horizontes. Não significa que eu não seja popular e bem-quisto por ond